Desabafar faz bem, organiza as ideias

Categorias Maternidade8 comentários
luto

Em meio as dores, ter um espaço para escrever e compartilhar seus pensamentos é uma benção, desabafar faz bem.

Maio foi um mês marcante na nossa família, em 20 dias perdemos meu tio e avó (ambos maternos). Não superamos ainda, mas parece que algumas pessoas conseguem reorganizar a vida um pouco mais rápido que as outras… Minha mãe ainda está muito fragilizada, o que é super compreensível. Como desabafar faz bem eu cedi um cantinho aqui no blog pra ela chorar a falta da minha vó na vida dela.

Quando eu estou com um problema eu costumo escrever e de alguma forma, “ser ouvida” através da minha escrita me alivia, me ajuda a recuperar as forças e seguir em frente, fora que as palavras explícitas diante de nós também nos da a oportunidade de organizar o que está bagunçado, ainda que essas bagunças sejam emocionais.

tristeza

Meu avô faleceu há 23 anos e agora perdemos a minha vó que era a alegria da família, super vaidosa e com uma gargalhada marcante, faz falta demais pra todos nós. O choro e as olheiras tem sido frequentes lá em casa, por isso, redigi a carta que minha mãe escreveu para Deus na tentativa de organizar as ideias, assim, quem sabe, ajuda a você que pode estar passando por algo semelhante ou pode até mesmo dar uma força pra ela.

“De uma filha que perdeu sua mãe, para todos os filhos órfãos.

carta de lutoDeus, eu resolvi lhe escrever esta carta como um desabafo, afinal, desabafar faz bem, para Te dizer como me sinto depois da morte da minha mãe. Parece que nunca mais vou sorrir, gargalhar, então…

Eu olho para as pessoas e todos estão no seu corre corre normal: trabalho, lazer, família e a minha vida parece que acabou ou parou. A impressão que tenho é que ninguém se importa com o que estou sentindo, parece que o sol não nascerá mais, só haverá chuva e tempestades, dias escuros que não terminam nunca.

SOCORRO DEUS! O que vai ser de mim? Me ajude a sair desse casulo que me encontro.

Quando eu olho para os meus netos que sempre me deram vigor e energia nada muda, nem eles me reanimam… Também parecem sem cor.

Mas eu logo lembro que ainda resta esperança e fé, em fração de segundos me lembro de Jesus, que foi moído e cuspido… Que existe um Deus sob todas as coisas, independente da situação o Senhor está comigo.

As feridas saram, mas há ocasiões em que devemos permitir que o Grande Médico nos cure perfeitamente, eu estou esperando ser curada dessa dor”.

————–

Bem, não é nada fácil pra mim imaginar minha vida sem a minha mãe e é por isso que eu sofro ao tentar imaginar o que ela e todos os meus tios estejam passando, mas temos Cristo como nosso consolo na vida e na morte e é nisso que temos nos apegado para superar essas tempestades.

Amo a minha família, amo você, mãe! Desabafe sempre que quiser… Desabafar faz bem!

QUER RECEBER UM RESUMO DA SEMANA GRATUITAMENTE POR E-MAIL?! CLIQUE AQUI!

Mãe, esposa, cineasta, curiosa e apaixonada pela beleza das coisas.

8 ideias sobre “Desabafar faz bem, organiza as ideias

  1. “…Eu olho para as pessoas e todos estão no seu corre corre normal…e a minha vida parece que acabou ou parou. A impressão que tenho é que ninguém se importa com o que estou sentindo..”
    Essa frase me resume tanto que parece que até foi escrita por mim. Tem dias que acordo e penso assim, não é possível, ele não pode ter morrido.

  2. Eu compreendo o que está passando, como você sabe eu passei por isso a pouco tempo é como se estivesse sedada ou dormente não sei, a cabeça fica zonza os pensamentos se misturam o coração bate diferente com pontadas bem agudas você deita e levanta pensando como vai ser, mas um dia não lembrei dela na parte da manhã, só lembrei na hora do almoço senti como se tivesse traindo minha mãe, chorei e pedi perdão, no meu entender eu não poderia deixar de pensar nela nem um minuto, acho que tinha medo de esquece-la para sempre, mas é bobagem, não se esquece de uma pessoa tão amada, eu acho que é Deus que nos dá com o passar do tempo o consolo. Fique firme, não é fácil mas com a ajuda de Deus agente supera, um abraço bem apertado.

    1. Luciara, acredito que esses “esquecimentos” são mesmo a prova de que estamos aprendendo a lidar com essas perdas e de achar uma maneira para adaptar a vida. Deus tem nos fortalecido e isso nos consola todos os dias. Força aí pra você e seus irmãos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *