Planejei uma mudança de carreira após a maternidade

Categorias Mães empreendedoras4 comentários
reestruturação de carreira

Para enfrentar uma mudança de carreira é necessário planejamento e investimento pessoal.

Mulheres empreendedoras costumam ser bastante experientes e admiradas pela carreira que construíram, mas nem sempre sabemos o caminho que elas percorreram para chegar onde estão. Para entender um pouco mais sobre mudança de carreira, conversei com a Ana Libânio da Serafinna Consultoria de Imagem e Estilo.

Aqui no blog é possível encontrar alguns posts onde a Ana Libânio compartilhou seus conhecimentos como consultora de imagem, eu mesma fui sua cliente e tive a grande alegria de ver muitas portas se abrirem pra mim após seguir seus conselhos.

Ana Lúcia Libânio tem 47 anos, graduada em letras, pós graduanda em PLN , Couch e liderança. Tem um filho de 16 anos chamado Lucas Massayuki. E foi exatamente a maternidade que fez com que a Ana optasse por uma mudança de carreira.

Fui mãe aos 31 anos, era gerente de um restaurante havia 10 anos. Quando Lucas nasceu fiquei com muita dúvida em voltar a trabalhar e deixá-lo com babás,  já que eu estava morando longe de toda minha família. Morava no interior da floresta amazônica. Não tinha ninguém para ajudar, apoiar, socorrer.

Como era o primeiro filho, acabou sendo o único, decidi, depois de muita dúvida sair do trabalho e ficar cuidando dele. Aproveitei o tempo para estudar, me graduei aos 44 anos, porém não consegui concluir o curso de inglês e a pós graduação , nessa época.

Se tornar uma empresária só foi uma realidade pra nossa entrevistada em 2012 quando se mudou para Belo Horizonte. Ana ficou viúva aos 38 anos e a tristeza que viveu também a impulsionou a se descobrir profissionalmente.

Algo que foi importante para que sua empresa nascesse era o fato de que num trabalho formal, Ana teria que se dedicar muitas horas fora de casa, afastando-a do filho, já adolescente, uma fase complicada onde os filhos precisam muito dos pais.

Me voltei para os estudos. Levou pelo menos dois anos. Fiz cursos de capacitação no Senac, no Inap, online, em outras instituições. Além de comprar e ler muitos livros e de ir a reuniões, encontros e palestras.

As maiores dificuldades foram entrar no mercado de Belo Horizonte, é preciso persistência, investimento financeiro e tempo.

reestruturação de carreira

Cinco anos depois do início da reconstrução da sua carreira, Ana se enxerga no futuro trabalhando bastante e sendo muito bem remunerada.

O sucesso para mim é o reconhecimento do cliente pelo meu trabalho e ser remunerada de forma justa por ele.

Sabendo que empreendedorismo materno não deve ser regado de romantismo, a Ana Libânio, que também é fundadora do grupo para empreendedoras “Mulheres que Caminham Juntas” dá um conselho para as mulheres que hoje estão planejando uma mudança de carreira:

Procure fazer algo que você goste muito e que o mercado precise, pois mesmo gostando enfrentamos dificuldades, porém somos mais fortalecidas quando fazemos o que amamos. Procure se capacitar sempre, busque apoio de outras empreendedoras/empreendedores. Sozinha é mais difícil.

Pra conhecer a Serafinna Consultoria de Imagem e Estilo, entre no site da empresa e siga-a pelas redes sociais (Facebook, Instagram), as informações contadas por lá são sempre bem vindas no dia a dia de uma mulher.

reestruturação de carreira

Encontre sua melhor versão, é a proposta da personal stylist Ana Libânio, por meio de consultoria de imagem e estilo online e presencial. 
Mãe, esposa, cineasta, curiosa e apaixonada pela beleza das coisas.

4 ideias sobre “Planejei uma mudança de carreira após a maternidade

  1. Parabéns Nathália pelo excelente texto e pela escolha da entrevistada. Você é Ana são exemplos. Quando eu crescer quero ser igual a vocês. Beijos no coração.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *