Quando nasce um bebê, nasce uma mãe

Você também já deve ter escutado essa frase. A princípio, ela me soava tão bonita, dava a impressão de que tudo se encaixaria, que eu saberia exatamente o que fazer para cuidar de meu filho. Embora tivesse certa desconfiança sobre esse tipo de visão em relação à maternidade, eu gostava de pensar que seria assim comigo no dia em que eu me tornasse mãe.

Então, meu filho foi concebido e a frase ganhando outros contornos. Logo no início, quando tive problemas para amamentar (peito ferido e mastite) e, especialmente, quando não sabia discernir os motivos do choro do meu bebê, a frase me serviu de atordoamento.

Algumas vezes (que pareciam intermináveis) eu amamentei chorando. Sofria muito por não conseguir desfrutar da amamentação. Não era essa a experiência mais maravilhosa na vida de uma mulher? Ficava triste, angustiada e chorava junto com o bebê, enquanto tentava descobrir se ele chorava por fome, frio, calor, porque estava sujo ou porque estava com cólica. O que estava acontecendo com a gente? Será que a mãe não tinha nascido? Ainda tinha chance pra mim?

Graças a Deus, os tormentos não duram pra sempre! Quantas vezes preciso ser animada por essa verdade! Os dias foram passando, tratamos da mastite (tive uma importante assistência no banco de leite do Odete Valadares), contei com uma rede de apoio (família, igreja, grupo de mães), tive meu forte e doce esposo ao lado, fui conhecendo nosso filho e sendo por ele conhecida.

primeiros dias de uma mãe
Quando nasce um bebê: Marquinhos, nasce uma mãe: Kelley

A mãe tinha nascido sim, mas não pronta, não a mãe estereotipada. Uma mãe comum, que ri e chora, erra e acerta, com vivências terrivelmente encantadoras, certa de que a missão da maternidade só pode ser cumprida com humildade e amor, num dos mais potentes caminhos de aprendizado e crescimento existencial.

Para ler outras matérias da Kelley Jardim aqui no nosso blog, clique nos títulos abaixo:

BAIXE TAMBÉM NOSSO E-BOOK “CONSTRUINDO UM TRABALHO COM AGENDA FLEXÍVEL” CLIQUE AQUI!

Compartilhe esse post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ebook gratuito

Nathália Machado.

o Conta Pra Elas é como um diário pra que compartilhe com você minhas descobertas, conquistas e dicas.

Últimas postagens